Angola – A presença brasileira na manutenção da ditadura de Dos Santos

O que já era esperado por todos foi confirmado nesta segunda-feira: José Eduardo dos Santos ganhou a eleição para reinar em Angola por mais cinco anos. E, assim como em 1992 e em 2008, o presidente angolano, que comanda esta ditadura/falsa-democracia desde 1979, teve o maquinário político brasileiro em sua retaguarda para ajudar a manter-se no cargo máximo da nação do sudoeste africano. O nome da vez é o principal marqueteiro do PT, João Santana, que esteve à frente das últimas campanhas de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff à presidência brasileira.

Em 1992, na primeira eleição angolana após a longa guerra civil pós-independência, o chefe da campanha de Dos Santos foi o jornalista Ricardo Noblat – hoje colunista de O Globo –, junto à agência baiana Propeg. A ajuda tupiniquim foi novamente convocada em 2008, no segundo pleito acionado em Angola, mais uma vez com a presença da equipe da Propeg, mas com um novo comando: o também jornalista Carlos Monforte – atualmente comentarista de política externa da Globo News.

Outro fronte

O interesse do Brasil em terras angolanas é também visto, principalmente, nos investimentos externos, por exemplo, das construtoras Odebrecht e Andrade Gutierrez. Estas empresas acabam concorrendo com os avanços bilionários de portugueses e chineses, que também buscam alavancar seus lucros aproveitando o pulsante [e cada vez mais mal distribuído] crescimento econômico de Angola movido pelo petróleo.

No caso da parceria China-Angola, o NY Times aponta para o trabalho ineficiente [para não dizer coisa pior] dos asiáticos e a ajuda dos chineses no aumento da corrupção e, consequentemente, da pobreza no país africano.

Links: * NY Times / Estadão – A democracia segue ferida em Angola

* BBC Brasil – Eleito com folga em Angola, Dos Santos mantém rédeas de sucessão

* DW – Oposição angolana rejeita resultados parciais das eleições

* Veja – Resultados parciais em Angola apontam vitória de José Eduardo dos Santos

* BBC Brasil / IG – Em Angola, marqueteiro do PT busca reeleição de líder há 33 anos no poder

*Como curiosidade, vejam como a “Palavra do Director” do Jornal de Angola [ligado ao governo Dos Santos] relata a vitória do atual presidente nas eleições realizadas no último 31 de agosto: Jornal de Angola – Angolanos votam e fazem história

Sobre fmvalmeida

Jornalista fascinado pela África, Esportes, Internet e tudo que esta profissão proporciona. Contato: fmvalmeida@yahoo.com.br Twitter: @fmvalmeida Facebook: /fmvalmeida
Esta entrada foi publicada em Angola com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s