Inventando o futuro

William Kamkwamba nasceu em Wimbe, Malawi, e tem uma história de vida inspiradora. Dificuldades das mais diversas fizeram parte de sua infância e adolescência, como boa parte da população de seu país. Contudo, ele soube contornar as adversidades e usar a criatividade e muito esforço para construir um moinho de vento que mudou sua vida.

William Kamkwamba em sua tímida apresentação para o TED, em 2007 (Créditos: Erik (HASH) Hersman)

No fim de 2001 e começo do ano seguinte, o Malawi sofreu uma devastadora crise de alimentos. A consequência disso para Kamkwamba, na época apenas com 14 anos, foi o aumento da fome e falta de dinheiro para continuar na escola. Ele, porém, não se entregou e rumou para a biblioteca para continuar a estudar. Lá, ele defrontou-se com um livro sobre moinho de vento. Apesar de não dominar o inglês completamente, Kamkwamba foi capaz de, em três meses, construir um moinho apenas interpretando as figuras, diagramas e algumas palavras que ele conhecia. Para isso, usou um ventilador de trator, um amortecedor, tubos de PVC, um quadro de bicicleta e um velho dínamo de bicicleta.

Primeiro moinho de vento construído por Kamkwamba (Créditos: Erik (HASH) Hersman)

“Primeiro foi uma lâmpada. Depois, quatro lâmpadas, com interruptores e até mesmo um disjuntor feito a partir de um modelo em uma conta de luz.”, explicou William Kamkwamba em uma palestra para o TED. O pontapé para ser internacionalmente notado deu-se em novembro de 2006, quando o jornal Daily Times, de Blantyre, Malawi, publicou em suas páginas o feito de Kamkwamba. Em seguida, a sua história foi parar na internet, no blog de Mike McKay, Hacktivate, e chegou ao TED, em 2007. Quando deu por si, ele estava em um palco em Arusha, Tanzânia, a frente de várias pessoas.

A partir daí, doadores de diversos lugares do mundo o ajudaram a terminar o segundo grau. Sua história de vida chegou às páginas do Wall Street Journal (Estados Unidos), The Sydney Morning Herald (Austrália), La Repubblica (Itália) e Financial Times (Inglaterra), em variados blogs, como Boing Boing, Worldchanging e Treehugger e em programas de televisão, como o The Daily Show – essa entrevista vale a pena ser conferida.

Hoje, Kamkwamba estuda no Dartmouth College, em Hanover, nos Estados Unidos. Conjuntamente com o escritor Bryan Mealer, ele escreveu o livro “The Boy Who Harnessed the Wind: Creating Currents of Eletricity and Hope” – em uma tradução livre: “O Garoto que Dominou o Vento: Criando Correntes de Eletricidade e Esperança” – que foi lançado em 2009. Desde o começo dessa história, ele já ergueu um bombeador de água movido à energia solar, que deu à sua vila água potável pela primeira vez, e dois moinhos de vento; e ele está planejando em levantar mais dois moinhos, incluindo um na capital Lilongwe.

Histórias como a de William Kamkwamba e a de Beatrice Chipeta mostram como é possível mudar e inspirar transformações na vida das outras pessoas.

Para saber mais – Fontes: Wikipedia, MovingWindmills.org, TED e o blog de William Kamkwamba.

*Dica de Felipe Damião.

Sobre fmvalmeida

Jornalista fascinado pela África, Esportes, Internet e tudo que esta profissão proporciona. Contato: fmvalmeida@yahoo.com.br Twitter: @fmvalmeida Facebook: /fmvalmeida
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , . ligação permanente.

5 respostas a Inventando o futuro

  1. Fantástica a matéria, cara! Espetacular mesmo todas as informações que vc buscou! A história do William é emocionante. O vídeo deixa isso trasparecer, principalmente no final quando todos se levantam para aplaudir e da pra perceber na cara dele a emoção de ter chegado tão longe!

    Parabéns pelo post!

  2. E eu doido pra fazer um moinho de vento pra puxar água lá no Meu Sítio…

  3. Ronaldo diz:

    É Fê! Temos que colocar as nossas idéias,os nossos sonhos em prática,que no fim dá tudo certo.Gostei do inglês do Kamkwamba,,cheio de sotaque.E a emoção dele após o término da palestra.Legal!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s