Diversão feminina

A mulher no Malawi, principalmente as interioranas, ainda está intensamente ligada ao ambiente e aos afazeres domésticos. Desde a infância, a menina malawiana aprende a cozinhar a nsima e outras comidas básicas de sua região, limpar a casa e arredores e cuidar dos menores. Assim, pouco tempo sobra para ela ir à escola e ser criança – brincar. Como a média da idade de casamento para as mulheres é bem baixa – chegando a 15 anos em algumas regiões e a média nacional sendo de quase 19 –, algumas meninas pouco desfrutam dos prazeres comuns da adolescencia. Uma das formas de lazer e distração nas horas vagas, tanto das adolescentes, quanto das adultas, é a dança. Há no Malawi diversas danças tradicionais que são realizadas apenas por mulheres para preencherem as suas horas de lazer.

Na região de Karonga, temos a Malipenga – mostrada aqui no blog –, dança executada mais por homens, a Indingala, feita antigamente em tempos de guerra por homens e hoje também por mulheres e crianças, e a Vimbuza, uma dança de cura feita pelas mulheres e às vezes por homens, além de outras. Em Karonga, tivemos – eu, Digo e Tom – a oportunidade de presenciar mulheres dançando alegremente no quintal de uma casa na beira da estrada M1.

Mulheres de todas as idades participam das danças tradicionais

Estávamos voltando para o hotel Annex Assante após jantarmos em um restaurante não muito longe de nossa hospedaria. Procurávamos por ‘cargo-boys’, mas eles estavam escassos naquela hora. Então decidimos caminhar no escuro à beira da estrada olhando para o céu encravado de estrelas e nos distanciando do asfalto para não sermos atropelados pelos motoristas lunáticos que passavam em alta velocidade com seus Toyotas e grandes caminhonetes e caminhões. Após alguns minutos de andança, ouvimos mulheres cantando algo em tumbuka – pelo menos acredito que seja tumbuka, ou, pelo menos, chechewa – e a curiosidade veio à tona. Tom avaliou a situação e perguntou se queríamos tentar vê-las dançando, tentando não atrapalhar aquele momento de lazer da malawianas. Chegamos de mansinho para não sermos notados de imediato. Ficamos observando agachados a uma distância respeitável. O quintal era todo de terra batida. Havia algumas crianças e mulheres deitadas ao relento em cima de tapetes diversos, em uma tenda no quintal e dentro da simples casa. Não sei precisar quantos eram os que estavam dormindo, mas acredito que não passavam de dez, ou 15.

O inevitável então aconteceu. Impossível deixar de notar três brancos – mesmo no escuro – acocorados a uma distância visível e continuar a dançar normalmente. As dançarinas riam baixinho mostrando timidez, mas continuaram a singela festividade. Aproximamo-nos lentamente e fomos abordados por uma senhora que convidou-nos a sentar em três cadeiras deslocadas apenas para nós. Neste processo todo, crianças foram retiradas do caminho, mas quase todas continuaram num sono profundo – a exceção de um bebê que chorava e era acalmado por uma mulher que assistia a dança.

Restou-nos observar maravilhados aquele evento tão único acontecendo bem na nossa frente. Tirei a câmera para registrar com fotos e vídeos. Antes de usar a minha máquina portátil olhei de beirada do olho para Tom, que confirmou não ter problema a minha ação. Saímos felizes por termos tido a sorte de presenciar aquilo. Como retribuição espontânea, Tom desembolsou algumas kwachas e agradecimentos não faltaram.

*Vídeo escuro; praticamente só áudio.

Sobre fmvalmeida

Jornalista fascinado pela África, Esportes, Internet e tudo que esta profissão proporciona. Contato: fmvalmeida@yahoo.com.br Twitter: @fmvalmeida Facebook: /fmvalmeida
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , . ligação permanente.

4 respostas a Diversão feminina

  1. Pingback: Tweets that mention Diversão feminina | Destino África -- Topsy.com

  2. Rodrigo Ferreira diz:

    Esse dia foi um dos mais legais! Nada como estar na vila, vendo bem de perto a cultura desse povo! Excelente post!

  3. Sambinha diz:

    Queria estar lá com vocês! Deve ter sido sensacional!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s