A polêmica do sol

A sol nascente deu lugar ao sol branco e 'brilhante' (Créditos: Nyasa Times)

“O Malawi está em uma nova era!”. Foram estes os dizeres do presidente Bingu wa Mutharika para explicar a mudança da bandeira nacional. Apesar do Malawi ainda figurar na lista de países com baixo IDH – ocupa o 160º lugar do ranking entre 182 países –, Bingu acredita que a alteração ajudará a representar o crescente desenvolvimento da nação malawiana.

O novo símbolo estava programado para ser lançado no dia da independência do país – 6 de julho -, mas só foi revelado à nação e ao resto do mundo mais de um mês depois, no sábado, dia 7 de agosto deste ano. Os protestos logo surgiram e a oposição insinuou que a mudança apenas ocorreu para desviar a atenção do planeta para as mazelas ainda existentes no país. “Não deveríamos brincar com nossos símbolos históricos somente para atender ao ego de alguém”, exclamou Nancy Tembo, porta-voz do Partido do Congresso do Malawi, à BBC Brasil. Prontamente – no dia 15 de agosto -, o governo malawiano anunciou que hastear a bandeira velha era, a partir daquele momento, contra a lei do país. Pessoas que empunhassem o símbolo com o sol nascente poderiam ser até presas pelas autoridades. Desde então, as bandeiras velhas foram guardadas e lugares como, por exemplo, hospitais e prefeituras hastearam o novo emblema da nação malawiana.

Bandeira hasteada em frente ao hospital de Karonga

Enquanto estive no país, pude indagar algumas pessoas – simplesmente indivíduos que fomos conhecendo – sobre a mudança e a resposta pouco mudava. Um pequeno número dos ‘entrevistados’ preferiam ficar ‘em cima do muro’, mas a maioria esmagadora era contra a modificação e questionava o verdadeiro motivo para tal ato. Alguns ‘cargo-boys’ me diziam que “outras ações deviam estar na lista de prioridades do governo” e que “a população mal-mal tinha dinheiro para coisas básicas, quanto mais comprar uma bandeira nova”.

A velha bandeira 'virou' peça de museu

Muito se avançou desde a independência do país em 1964. Em passos extremamente lentos, a AIDS vai perdendo força e fatores cruciais, como comida, saneamento e educação, vão aparecendo no cotidiano do Malawi. Contudo, acredito que esta nova era citada pelo presidente ainda não foi alcançada; muito chão falta para ser percorrido. O começo da transformação de um país vai muito mais além da mudança de sua bandeira…

*Em tempo: as mudanças ocorridas foram a sequência de cores – o preto ficou no meio e o vermelho ocupa agora o topo do símbolo – e o sol, antes nascente e vermelho, ficou branco e completo, representando o progresso econômico do país. Segundo o Wikipédia, o preto significa o povo africano, o vermelho o sangue dos mártires da independência africana e o verde a vegetação.

Sobre fmvalmeida

Jornalista fascinado pela África, Esportes, Internet e tudo que esta profissão proporciona. Contato: fmvalmeida@yahoo.com.br Twitter: @fmvalmeida Facebook: /fmvalmeida
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s