Vila Mwanjabala – Parte II – A dança

Nada melhor do que se sentir perto da cultura local e ver a realidade do lugar sem este estar todo maquiado para receber turistas. Nada foi preparado na Vila Mwanjabala para nos impressionar. Ali a vida ia simplesmente acontecendo: crianças corriam, se escondiam e nos perseguiam, algumas mulheres trabalhavam, alguns homens nos cumprimentavam e mais crianças se surpreendiam com os brancos que ali apareceram. Em duas das três vezes que fomos à vila, nos deparamos com grupos de meninos apresentando uma dança típica chamada Maripenga para o restante do povoado.

Crianças viram minha câmera e começaram com as inúmeras poses

Cada grupo tinha a sua vez de mostrar todo o potencial. Várias pessoas – inúmeras crianças, claro – cercavam os dançarinos, que eram movidos pela música de outros cinco garotos com dois tambores de diferentes tamanhos e três instrumentos de sopro que fazem um som bem único. Além das pessoas que estavam ao redor – todas em pé e com ‘seguranças’ que controlavam as crianças ameaçando acertá-las com um graveto –, havia também uma área vip com cadeira, mesa forrada com um pano que estampava a cara do presidente Mutharika e um teto para proteger os homens e mulheres importantes do sol. A concentração dos artistas mirins era grande e os passos, às vezes não tão coordenados, eram realizados com a maior seriedade. Alguns esboçavam alguns sorrisos, mas nem precisavam, pois a alegria era facilmente vista em seus rostos.

Alemães são observados de perto pelas crianças

Uma família de turistas alemães – pai, mãe e um filho – que foi à Vila Mwanjabala conosco em minha segunda vez, estava fazendo uma grande viagem pelo Malawi e tiveram a oportunidade de visitar uma vila perto da capital Lilongwe. Segundo eles contaram, a vila em Lilongwe era preparada para receber turistas e mostrar somente o que há de melhor neste tipo de povoado. Em Karonga, eles ficaram encantados com a dança, a comida e a cultura dos Mwanjabala. Lá, eles puderem ver como é uma vila malawiana real, sem recortes.

Sobre fmvalmeida

Jornalista fascinado pela África, Esportes, Internet e tudo que esta profissão proporciona. Contato: fmvalmeida@yahoo.com.br Twitter: @fmvalmeida Facebook: /fmvalmeida
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , . ligação permanente.

3 respostas a Vila Mwanjabala – Parte II – A dança

  1. fmvalmeida diz:

    Mais detalhes:

    Nome da dança = Maripenga
    Nome dos tambores [feitos de pele de vaca ou bode] = Ng’oma

  2. Rodrigo Ferreira diz:

    Boa Fefê!
    Só lembrando que Maripenga, pode ser também Malipenga!
    Valeu Mzungu!

  3. Pingback: Diversão feminina | Destino África

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s